GESTÃO PARTICIPATIVA NA ESCOLA PÚBLICA

Autores

  • LISANDRA ZAGO Doutora em Sociologia, Universidade Estadual de Campinas, Brasil
  • EDGAR CASADO BARRETO SOUZA Diretor - EMEFM Arquiteto Oscar Niemeyer

Resumo

O presente artigo tem por objetivo demonstrar como a gestão participativa na escola pública pode contribuir para um ensino aprendizagem de autonomia e qualidade, ao mesmo tempo em que responde aos anseios sociais de uma reinvenção da gestão escolar, onde o discente e toda a comunidade escolar assumem um papel de protagonistas, auxiliando na construção de um conhecimento prático e emancipado. Para atingir tais objetivos faremos uso das contribuições teórico-metodológicas desenvolvidas por Luis Fernandes Dourado e Messias Costa; Lauro Carlos Wittmann, Paulo Freire e Vitor Henrique Paro no viés da gestão educacional, desde as complexidades da administração escolar encontradas pelos diretores na contemporaneidade, até o percurso revelado pelos órgãos colegiados expressos por leis e decretos, enfatizando a necessidade de uma comunidade escolar autônoma que contribua na aprendizagem e no sucesso dos alunos.

Palavras-chave: Gestão Escolar. Participação. Aprendizagem. Educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-04-02

Como Citar

ZAGO, L., & SOUZA, E. C. B. . (2022). GESTÃO PARTICIPATIVA NA ESCOLA PÚBLICA . Revista Internacional De Debates Da Administração & Públicas - RIDAP, 7(1). Recuperado de https://www.periodicos.unifesp.br/index.php/RIDAP/article/view/13660