Efeitos da dança nas funções executivas em crianças: uma revisão integrativa

Autores

  • Maria Eduarda Aragão Feitosa
  • Ana Claudia Saraiva Vitor de Aquino
  • Tárcio Amancio Nascimento
  • Isabela Almeida Ramos

DOI:

https://doi.org/10.34024/rnc.2024.v32.16053

Palavras-chave:

Danças, Funções Executivas, Cognição, Crianças

Resumo

Introdução. A prática da dança é uma atividade física que pode auxiliar e trazer benefícios para a saúde de crianças. Alguns estudos indicam que a dança demonstra a capacidade de desenvolver potencialidades humanas, aprimorar as habilidades básicas dos padrões fundamentais do movimento, estimular a criatividade, favorecer a construção de conhecimento, além de proporcionar sensações de bem-estar, socialização, coordenação motora, noção de espaço e benefícios que afetam as funções executivas. Objetivo. Sintetizar a partir da literatura sobre os efeitos da dança nas funções executivas de crianças e examinar os benefícios que a dança pode oferecer aos alunos em idade escolar. Método. Nesta revisão integrativa a busca foi realizada nas bases de dados PubMed, Scielo e Lilacs. Os critérios de busca incluíram artigos que abordassem dança, funções executivas, crianças e a prática da dança como forma de exercício físico. Resultados. Cinco dos artigos analisados relataram melhorias significativas nas funções executivas, enquanto um não demonstrou melhoras notáveis em seus resultados. Conclusão. Embora tenhamos encontrado uma quantidade limitada de artigos que atendessem aos critérios estabelecidos, a maioria deles evidenciou progressos nas funções executivas por meio da prática da dança. A memória de trabalho, o controle inibitório e a flexibilidade cognitiva foram aspectos que apresentaram melhorias substanciais.

 

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Ferentinou E, Koutelekos I, Pappa D, Manthou P, Dafogianni C, Pappa D, et al. The Impact of the COVID-19 Pandemic on Childhood Obesity: A Review. Cureus 2023;15:e45470. https://doi.org/10.7759/cureus.45470

Spinelli A, Censi L, Mandolini D, Ciardullo S, Salvatore MA, Mazzarella G, et al. Inequalities in Childhood Nutrition, Physical Activity, Sedentary Behaviour and Obesity in Italy. Nutrients 2023;15:3893. https://doi.org/10.3390/nu15183893

Hu D, Zhou S, Crowley-McHattan ZJ, Liu Z. Factors that influence participation in physical activity in school-aged children and adolescents: a systematic review from the social ecological model perspective. Inter J Envir Res Pub Health 2021;18:3147. https://doi.org/10.3390/ijerph18063147

Lissak G. Adverse physiological and psychological effects of screen time on children and adolescents: Literature review and case study. Envir Res 2018;164:149-57. https://doi.org/10.1016/j.envres.2018.01.015

Cox L, Youmans-Jones J. Dance Is a Healing Art. Curr Treat Options Allergy 2023;10:184-95. https://doi.org/10.1007/s40521-023-00332-x

Souza KMOD, Lemos A, Matos FS, Silva VAAD, De Sousa LI, Fonseca RJB, et al. Atividade física e comportamento sedentário em crianças e adolescentes. Open Sci Res 2022;2:293-302. https://doi.org/10.37885/220207564

Kremer P, Elshaug C, Leslie E, Toumbourou JW, Patton GC, Williams J. Physical activity, leisure-time screen use and depression among children and young adolescents. J Sci Med Sport 2014;17:183-7. https://doi.org/10.1016/j.jsams.2013.03.012

Coledam DHC, Ferraiol PF, Pires Júnior R, Ribeiro EAG, Ferreira MAC, Oliveira ARD. Concordância entre dois pontos de corte para atividade física e fatores associados em jovens. Rev Paul Ped 2014;32:215-22. https://doi.org/10.1590/0103-0582201432311

Scialom M. Laban Plural: arte do movimento, pesquisa e genealogia da práxis de Rudolf Laban no Brasil. São Paulo: Summus Editorial; 2017.

Karpati FJ, Giacosa C, Foster NE, Penhune VB, Hyde KL. Dance and the brain: a review. Ann NY Acad Sci 2015;1337:140-6. https://doi.org/10.1111/nyas.12632

Lima EF, Brugnaro BH, Rocha NAC, Pavão SL. Effectiveness and Evidence Level of Dance on Functioning of Children and Adolescents with Neuromotor Impairments: A Systematic Review. Inter J Envir Res Pub Health 2023;20:1501. https://doi.org/10.3390/ijerph20021501

Fundo das Nações Unidas para a Infância - UNICEF. Panorama da distorção idade-série no Brasil. Unicef 2018. https://www.unicef.org/brazil/media/461/file/Panorama_da_distorcao_idade-serie_no_Brasil.pdf

Zinelabidine K, Elghoul Y, Jouira G, Sahli S. The effect of an 8-week aerobic dance program on executive function in children. Percep Motor Skills 2022;129:153-75. https://doi.org/10.1177/00315125211058001

Chichinina E, Bukhalenkova D, Tvardovskaya A, Semyonov Y, Gavrilova M, Almazova O. The Relationship between Executive Functions and Dance Classes in Preschool Age Children. Edu Sci 2022;12:788. https://doi.org/10.3390/educsci12110788

Shen Y, Zhao Q, Huang Y, Liu G, Fang L. Promotion of street-dance training on the executive function in preschool children. Front Psychol 2020;11:585598. https://doi.org/10.3389/fpsyg.2020.585598

Diamond A. Executive functions. Ann Rev Psychol 2013;64:135-68. https://doi.org/10.1146/annurev-psych-113011-143750

Souza MTD, Silva MDD, Carvalho RD. Integrative review: what is it? How to do it? Einstein (São Paulo) 2010;8:102-6. https://doi.org/10.1590/S1679-45082010RW1134

Lakes KD, Sharp K, Grant-Beuttler M, Neville R, Haddad F, Sunico R, et al. A six week therapeutic ballet intervention improved gait and inhibitory control in children with cerebral palsy - a pilot study. Front Pub Health 2019;7:137. https://doi.org/10.3389/fpubh.2019.00137

Bégel V, Bachrach A, Dalla Bella S, Laroche J, Clément S, Riquet A, et al. Dance improves motor, cognitive, and social skills in children with developmental cerebellar anomalies. Cerebellum 2022;21:264-79. https://doi.org/10.1007/s12311-021-01291-2

Tai F, Zhang Y, Yu Y, Zhou S, Tan B, Zhu C, et al. Breakdancing movement based on image recognition promotes preschool children’s executive function and intervention plan. Comput Mathem Methods Med 2022;2022:1991138. https://doi.org/10.1155/2022/1991138

Tomporowski PD, Pesce C. Exercise, sports, and performance arts benefit cognition via a common process. Psychol Bull 2019;145:929. https://doi.org/10.1037/bul0000200

Stillman CM, Cohen J, Lehman ME, Erickson KI. Mediators of physical activity on neurocognitive function: a review at multiple levels of analysis. Front Hum Neurosci 2016;10:626. https://doi.org/10.3389/fnhum.2016.00626

Mikkelsen K, Stojanovska L, Polenakovic M, Bosevski M, Apostolopoulos V. Exercise and mental health. Maturitas 2017;106:48-56. https://doi.org/10.1016/j.maturitas.2017.09.003

Merege Filho CAA, Alves CRR, Sepúlveda CA, Costa ADS, Lancha Junior AH, Gualano B. Influência do exercício físico na cognição: uma atualização sobre mecanismos fisiológicos. Rev Bras Med Esp 2014;20:237-41. https://doi.org/10.1590/1517-86922014200301930

Shearer M. A new way of living: West Side Story, street dance and the New York musical. Screen 2015;56:450-70. https://doi.org/10.1093/screen/hjv052

Costigan SA, Eather N, Plotnikoff RC, Hillman CH, Lubans DR. High-intensity interval training for cognitive and mental health in adolescents. Med Sci Sports Exerc 2016;48:1985-93. https://doi.org/10.1249/MSS.0000000000000993

Rebelo PCPDS. A importância da dança, enquanto terapia, na inclusão de crianças com paralisia cerebral (Tese). Lisboa: Escola Superior de Educação João de Deus. 2014. https://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/6188/1/Patr%C3%ADcia%20Rebelo.pdf

Morris G. Dance studies/cultural studies. Dance Res J 2009;41:82-100. https://doi.org/10.1017/S0149767700000541

Downloads

Publicado

2024-03-14

Como Citar

Feitosa, M. E. A., Aquino, A. C. S. V. de, Nascimento, T. A., & Ramos, I. A. . (2024). Efeitos da dança nas funções executivas em crianças: uma revisão integrativa. Revista Neurociências, 32, 1–16. https://doi.org/10.34024/rnc.2024.v32.16053

Edição

Seção

Artigos de Revisão
Recebido: 2023-12-22
Aceito: 2024-03-05
Publicado: 2024-03-14

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.