Análise textual discursiva e a Educação Ambiental

Autores

  • Andreia Castro de Sousa França Instituto Federal de Educação do Maranhão
  • Jackgrayce Dutra Nascimento Instituto Federal de Educação do Maranhão-IFMA
  • Wellyson da Cunha Araújo Firmo Universidade Estadual do Maranhão

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2024.v19.15866

Palavras-chave:

Análise Textual Discursiva; Educação Ambiental; Aprendizagem; Cidadão crítico.

Resumo

Este artigo ressalta a importância da Educação Ambiental (EA) e seu compreender sobre o olhar da Análise Textual Discursiva (ATD), e teve como objetivo principal mapear os trabalhos publicados no portal da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), de 2012 a 2022. Para isso, utilizou-se uma metodologia de abordagem qualitativa, com características de pesquisa descritiva. Conclui-se que existem poucos trabalhos científicos que envolvam o tema ATD e EA, o que faz refletir sobre a sua recente perda de espaço no currículo da Educação Básica, e que o compreender sobre a EA precisa de mais força e mais pesquisas relacionadas com a sua importância como formadora e transformadora crítica do cidadão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andreia Castro de Sousa França, Instituto Federal de Educação do Maranhão

Farmacêutica, Professora EBTT de Biologia no Instituto Federal de Educação do Maranhão, Mestra em Biodiversidade Ambiente e Saúde (UEMA), e Doutoranda em Educação em Ciências e Matemática (UFPA-REAMEC).

Jackgrayce Dutra Nascimento, Instituto Federal de Educação do Maranhão-IFMA

Professora EBTT do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão, IFMA - Campus Pinheiro. Doutoranda do Programa em Educação em Ciências e Matemática - Rede Amazônica de Educação em Ciências (REAMEC/UFPA 2021-2025), mestre em Sustentabilidade de Ecossistemas (UFMA /2010). Desenvolve estudos e pesquisas sobre os seguintes temas: sustentabilidade socioambiental, educação ambiental, recursos hídricos. Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em Ecologia de Ecossistemas, Educação Ambiental e Conservação.

Wellyson da Cunha Araújo Firmo, Universidade Estadual do Maranhão

Doutor em Biodiversidade e Biotecnologia pela Universidade Federal do Maranhão. Mestre em Saúde e Ambiente pela Universidade Federal do Maranhão. Especialista em Farmacologia pela Universidade Católica Dom Bosco. Especialista em Saúde Pública pelo Instituto Nordeste de Educação Superior e Pós-graduação. Graduado em Farmácia pela Faculdade de Imperatriz. Formação Pedagógica em Biologia pela Universidade Cruzeiro do Sul. Docente da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão. Docente do Programa de Pós-graduação em Biociências Aplicadas à Saúde da Universidade Ceuma. Possui experiência nas áreas de assistência e atenção farmacêutica, saúde pública, bioquímica, farmacologia, microbiologia, parasitologia, produtos naturais e ciências ambientais.

Referências

ALVES, A. J. O planejamento de pesquisas qualitativas em educação. Cadernos de Pesquisa, [online], v. 77, p. 53-62,1991.

ARROYO, M. G. Educação básica e inclusão da infância: percorrendo caminhos. Petrópolis, RJ: Vozes,2007.

BEHREND, D. M.; COUSIN, C. D. S.; GALIAZZI, M. D. C. Base Nacional Comum Curricular: O que se mostra de referência à Educação Ambiental? Ambiente & Educação, [S. l.], v. 23, n. 2, p. 74-89, 2018.

CARVALHO, I. C. M. Educação Ambiental: a formação do sujeito ecológico.4ª ed. São Paulo, SP: Cortez,2008.

CARVALHO, F. R. et al. Educação para o risco: contribuições da complexidade, da reflexividade e das produções socioambientais. Pesquisa em Educação Ambiental, [S. l.], v. 16, n. 2, p. 165-186, 2021.

CARVALHO, Y. N.; NEPOMUCENO, A. L. O. Tensões entre transformação e reprodução de discursos socioambientais: A formação do(a) educador (a) socioambiental na Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental de Sergipe (CIEASE), Nordeste do Brasil. Revista Sergipana de Educação Ambiental, Sergipe, v. 7, p. 1-15, 2020.

CARVALHO, L. M. A temática ambiental e o processo educativo: dimensões e abordagens. In: CINQUENTTI, H. S.; LOGAREZZI, A. Consumo e Resíduos – Fundamentos para o trabalho educativo. São Carlos: EdUFSCar, 2006. p. 19-41.

CORDEIRO, A. M. et al. Revisão sistemática: uma revisão narrativa. Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, [S. l.], v. 34, n. 6, p. 428-431, 2007.

CORREIA, J. S.; POLETTO, R. S. A Educação Ambiental e seus desafios: um olhar acerca das escolas municipais de São Sebastião da Amoreira-PR. Revista Sergipana de Educação Ambiental, [S. l.], v. 7, n. 2, p. 1-18, 2020.

FLICK, U. Uma introdução à pesquisa qualitativa. 2ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2013.

GALIAZZI, M. C.; SCHMIDT, E. B. Movimentos da análise textual discursiva em pesquisas de Educação Ambiental. Educação, [S. l.], v. 45, p. 1-19, 2020.

LAYRARGUES, P. P.; LIMA, G. F. C. Mapeando as macrotendências político-pedagógicas da Educação Ambiental contemporânea no Brasil. In: Encontro “pesquisa em Educação Ambiental”, VI, Ribeirão Preto, 2011, Anais..., p. 1-15, 2011.

LAYRARGUES, P. P. Identidades da Educação Ambiental brasileira. Brasília, DF: MMA,2014.

LEFF, E. Saber Ambiental: Sustentabilidad, racionalidad, complejidad, poder. Petropólis, RJ: Vozes, 2001.

LIPPERT, B. G.; LIMA, V. M. R. Clube de ciências e unidade de aprendizagem sobre Educação Ambiental: contribuições para um pensar ecológico. Abakós-Instituto de Ciências Exatas e Informática, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 109-126, 2020.

LOREIRO, C. Educação Ambiental e gestão participativa: caminhos cruzados.3ª ed. São Paulo, SP: Cortez,2010.

KRIPKA, R. M. L.; SCHELLER, M.; DE LARA BONOTTO, D. La investigación documental sobre la investigación cualitativa: conceptos y caracterización. Revista de investigaciones UNAD, [S. l.], v. 14, n. 2, p. 55-73, 2015.

MORAES, R. Uma tempestade de luz: a compreensão possibilitada pela análise textual discursiva. Ciência & Educação, Bauru, v. 9, n. 2, p. 191-211, 2003.

MORAES, R.; GALIAZZI, M. C. Análise textual discursiva. 3ª ed. Ijuí: Editora Unijuí, 2016.

STEVENSON, R. B. A critical pedagogy for environmental education.Canadian Journal of Environmental Education, v.11, p.1-15,2006.

SILVA, M.; FERNANDES, E. Educação Ambiental empreendedora na escola. Revista de Pós- Graduação Multidisciplinar, [S. l.], v. 1, p. 139-148, 2017.

SILVA, M. A. B. da. Educação Ambiental: uma prática necessária. 2021. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Centro Universitário Faveni – Segunda Licenciatura em Ciências Biológicas. Colatina, 2021. 12f.

VORPAGEL, F. S.; COUSIN, C. S.; ARIZA, L. G. Formação de Professores: projetos escolares como possibilidade de transversalizar a Educação Ambiental na educação básica. Cadernos de Pesquisa: Pensamento Educacional, Curitiba, v. 17, n. 45, p. 79-101, 2011.

ZAIONS, J. R. M.; LORENZETTI, L. No curso de formação de docentes normal. Revista Dynamis, [S. l.], v. 23, n. 2, p. 71-89, 2017.

ZAMBELLO, A. V. et al. Metodologia da pesquisa e do trabalho científico. Penápolis: Funepe, 2018.

Downloads

Publicado

01-06-2024

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2023-11-02
Aceito: 2024-04-01
Publicado: 2024-06-01

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.