Princípios da teoria crítica organizativos de práticas educativas ambientais via tema gerador

Autores

  • Juliana Rezende Torres Universidade Federal de São Carlos – UFSCar Sorocaba
  • Wander Pinto de Oliveira Secretaria Estadual do Estado de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2024.v19.16005

Palavras-chave:

Materialismo Histórico-dialético, Práxis transformadora, Práxis autêntica, Pesquisa-ação, Humanização

Resumo

O campo da Educação Ambiental Crítica é marcado por diferentes aportes teórico-metodológicos, com destaque para o de base marxista. Neste contexto, os fundamentos da Teoria Crítica da Escola de Frankfurt, propostos por Max Horkheimer, podem fundamentar a concepção de Educação Ambiental Crítico-Transformadora via Tema Gerador (EACT-TG), balizada pelo processo de Investigação e Redução Temática de base freireana. O objetivo deste artigo é explicitar como os princípios, sentidos e objetivos da Teoria Crítica podem ser articulados aos fundamentos da EACT-TG, de modo a sintetizá-los em três momentos organizativos de práticas educativas ambientais praxiológicas via tema gerador: diagnóstico crítico da realidade concreta, prognóstico crítico da realidade concreta e ação transformadora na realidade concreta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Rezende Torres, Universidade Federal de São Carlos – UFSCar Sorocaba

Docente do Departamento de Ciências Humanas e Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação.

Wander Pinto de Oliveira, Secretaria Estadual do Estado de São Paulo

Mestre em Educação pela Universidade Federal de São Carlos – UFSCar Sorocaba. Docente da Secretaria Municipal de Educação de Sorocaba.

Referências

BALDISSERA, Adelina. Pesquisa-Ação: uma metodologia do "conhecer" e do "agir" coletivo. Sociedade em Debate, Pelotas, v. 7, n. 2, p. 5-25, ago/2001.

DELIZOICOV, Demétrio; ANGOTTI, José André Peres; PERNAMBUCO, Marta Maria. Ensino de Ciências: Fundamentos e Métodos. São Paulo: Cortez, 2002.

DIAS, Genebaldo Freire. Educação Ambiental: princípios e práticas. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: Gaia, 1993. 400p.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade [recurso eletrônico]. 1. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2017.

GUIMARÃES, Mauro. Educação Ambiental Crítica. In: BRASIL. Diretoria de Educação Ambiental. Ministério do Meio Ambiente (Ed.). Identidades da Educação Ambiental Brasileira. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2004.

HORKHEIMER, Max. Teoria Tradicional e Teoria Crítica. In: Max Horkheimer; Theodor W. Adorno: Textos Escolhidos. (Os Pensadores). São Paulo: Nova Cultural, p. 31-68, 1991.

LEFEBVRE, Henri. Lógica formal/lógica dialética. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1975.

LIMA, Gustavo Ferreira da Costa. Educação Ambiental Crítica: do socioambientalismo às sociedades sustentáveis. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 35, n. 1, p.145-163, abr/2009.

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo. Educação Ambiental Transformadora. In: AMBIENTE, Ministério do Meio (ed.). Identidades da Educação Ambiental Brasileira. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, p. 65-84, 2004.

LOUREIRO, Carlos Frederico B. Teoria Crítica. In: BRASIL. Luiz Antônio Ferraro Junior. Ministério do Meio Ambiente (Org.). Encontros e Caminhos: formação de educadoras(es) ambientais e coletivos educadores. Brasília: Diretoria de Educação Ambiental, p. 323-332, 2005.

LOUREIRO, Carlos Frederico B. Educação Ambiental e Teorias Crítica. In: GUIMARÃES, M. (Org.). Caminhos da Educação Ambiental: da forma à ação. Campinas: Papirus, 2006.

MADUREIRA, Cristiane Aparecida; TORRES, Juliana Rezende. A relação teoria-prática docente no Ensino de Ciências: uma análise materialista histórica-dialética à luz da práxis autêntica de Freire. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, São Paulo, v. 21, p. 1-33, out/2021.

MAESTRELLI, Sylvia Regina Pedrosa; TORRES, Juliana Rezende. Abordagem Temática Freireana: uma concepção curricular para a efetivação de atributos da Educação Ambiental escolar. E-curriculum, São Paulo, v. 2, n. 12, p.1391-1417, out/2014.

MARX, Karl. Teses sobre Feuerbach. In: MARX, K.; ENGELS, F. A ideologia Alemã. Tradução de Frank Müller. Coleção a obra-prima de cada autor nº 192. São Paulo: Martin Claret, p.117-120, 2005.

NOBRE, Marcos. A Teoria Crítica. Rio de Janeiro: Zahar, 2004.

OLIVEIRA, Wander Pinto de. Educação Ambiental Crítica e Teoria Crítica: uma análise das práticas educativas de pesquisa-ação à luz da categoria práxis transformadora. 2020. 112 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de São Carlos, Sorocaba, 2020.

PANIZ, Catiane Mazoco; CENTA, Fernanda Gall; ARAÚJO, Laís Baldissarelli; MUENCHEN, Cristiane. Os três momentos pedagógicos como estruturantes de currículos: o estudo da realidade e os temas geradores na Educação em Ciências. Revista Reflexão e Ação. Santa Cruz do Sul, v. 26, n. 2, p. 249-266, abr./ago. 2018.

RODRIGUES, Jéssica do Nascimento; GUIMARÃES, Mauro. Algumas contribuições marxistas à Educação Ambiental (EA) crítico-transformadora. Revista de Educação Pública, Cuiabá, v. 20, n. 44, p. 501-518, jun/2011.

SILVA, Antonio Fernando Gouvêa. A Construção do Currículo na Perspectiva Popular Crítica: das falas significativas às práticas contextualizadas. 2004. 405 f. Tese (Doutorado) - Curso de Programa de Pós-Graduação em Educação: Currículo, Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 2004.

TORRES, Juliana Rezende. Educação Ambiental Crítico-Transformadora e Abordagem Temática Freireana. 2010. 456 f. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2010.

TORRES, Juliana Rezende; FERRARI, Nadir; MAESTRELLI, Sylvia Regina Pedrosa. Educação Ambiental Crítico-Transformadora no Contexto Escolar: teoria e prática freireana. In: LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo; TORRES, Juliana Rezende (org.). Educação Ambiental dialogando com Paulo Freire. São Paulo: Cortez, p. 13-80, 2014.

TORRES, Juliana Rezende. Educação Ambiental crítico-transformadora no contexto escolar: um exemplar. In: Ivo Dickmann; Claúdia Battestin. (Org.). Educação Ambiental na América Latina. 1. ed. v. 1, Chapecó: Plataforma Acadêmica, p. 155-184, 2018.

TOZONI-REIS, Marília Freitas de Campos. Temas ambientais como "temas geradores": contribuições para uma metodologia educativa ambiental crítica, transformadora e emancipatória. Educar em Revista, Curitiba, n. 27, p. 93-110, jun/2006.

TREIN, Eunice Schilling. A Educação Ambiental Crítica: Crítica de que? Revista Contemporânea de Educação, v. 7, n. 14, p. 295-308, 2012.

TULIO, Luciano Daniel; NAGALLI, André. Dificuldades na realização da Educação Ambiental nas instituições brasileiras de ensino básico. Revista Brasileira de Educação Ambiental. São Paulo, v. 18, n. 4, 362-375, jun/2023.

VÁZQUEZ, Adolfo Sánchez. Filosofia da práxis. 2 ed. Tradução de Luiz F. Cardoso. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

Downloads

Publicado

01-06-2024

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2023-12-12
Aceito: 2024-04-01
Publicado: 2024-06-01

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.